O DILEMA DA CHUPETA: DAR OU NÃO PARA O BEBÊ?

O DILEMA DA CHUPETA: DAR OU NÃO PARA O BEBÊ?

Sempre que nasce um bebê essa dúvida passa na cabeça dos papais e mamães. As informações referentes ao uso da chupeta, bem como as opiniões de diversos profissionais nem sempre conseguem responder essa pergunta. Cada bebê é diferente na necessidade de sucção. Há crianças que requisitam o seio o tempo todo, mas não porque estejam com fome e sim pela necessidade de sucção que está associada à proteção, conforto, afeto e prazer. Além disso, a sucção faz parte do desenvolvimento fisiológico da criança. Bebês que recebem amamentação materna nos 6 primeiros meses de vida necessitam menos dessa sucção adicional oferecida pela chupeta do que os que fazem uso de mamadeira. Ouso de chupetas é aceitável em bebês e crianças nos primeiros anos de vida. Ela deve ser usada de forma racional para não formar hábito, por isso deve ser oferecida pós as mamadas ou nos momentos em que a criança realmente necessitar da satisfação obtida pela sucção. Normalmente é utilizada para acalmar o bebê, especialmente na hora de dormir. Nesses casos, é interessante retirar a chupeta da boca, assim que o bebê adormecer. O uso prolongado de chupetas pode gerar consequências no desenvolvimento das arcadas dentárias, provocando desvios na direção do crescimento dos ossos maxilares e inclinação dos dentes. A chupeta deve ser ortodôntica, possuir o disco de plástico côncavo, com perfurações para evitar o acúmulo de saliva e conseqüente irritação da pele. O tamanho deve acompanhar a idade do bebê. A Associação Brasileira de Odontopediatria e o Ministério da Saúde recomendam que a idade de 3 anos seja a época limite para a eliminação do uso de chupeta na vida da criança. Entretanto reconhecem que o ideal seria remover gradualmente este hábito até a idade de 2 anos, pois existe a chance de auto-correção de possíveis desarmonias nas arcadas dentárias, em consequência de seu uso. O importante é achar um equilíbrio para satisfazer as necessidades dos bebês sem causar danos à sua saúde. A equipe ORTHOi está preparada para esclarecer qualquer dúvida dos papais e mamães e ajudar a cuidar da boquinha e dentinhos de seus filhos.

Profa Dra Aletéia Fernandes, Odontologia para Bebês, Mestrado e Doutorado em Odontologia Restauradora UNESP SJC/Universität Regensburg Alemanha.

2018-01-30T12:18:29+00:00 Odontopediatria|